Archive for outubro, 2011

17/10/2011

Da lista dos meus artistas favoritos: David Hockney


Nos meus passeios pra buscar imagens interessantes pra mostrar para o pessoal da Semana de Arquitetura da Unicamp eu encontrei este site, que fala um pouco deste interessante artista britânico.

Place Furstenberg - David Hockney, 1985

Gosto muito das suas pinturas – já até fiz trabalhos inspirado nele – mas as fotomontagens, colagens, ou ‘joiners’, é o tipo de trabalho que realmente mexeu comigo da primeira vez que tive contato com seu trabalho, no Museu de Fine Arts de Boston, em 2007.

Este link abaixo mostra alguns outros trabalhos do Hockney, aqui tem o link da Wikipedia sobre ele e este é o site oficial dele.

David Hockney is one of British well-known artists that I have found very inspirational with one of my finals (collage). I really like his photo collage art works, (called ‘joiners’), which are a series of individual photographed details that create a complete image. Hockney’s photographic collage examines the relationship between image/reality and space/perspective. “I’m interested in all kinds of pictures, however they are made, with cameras, with paint brushes, with computers, with anything,” said Hockney. “All of them are artifice—technology alters the way you make pictures.”

via Introduction to Digital Arts.

Anúncios
07/10/2011

Steve Jobs: Imitated, Never Duplicated – NYTimes.com


Vai aqui o link para o texto do David Pogue, do NY Times sobre a morte do Steve Jobs.

Desde meu primeiro iPod eu admito que a Apple projeta equipamentos eletrônicos como ninguém. O design e a usabilidade são incomparáveis. É tudo muito intuitivo, muito bem acabado.

Photo credit: Johnathan Mak
Photo credit: Johnathan Mak

Não vejo a hora de ter um iPhone novamente (meu primeiro, desbloqueado, congelou pra nunca mais retornar) e de comprar um MacBook, pra repor aquele que me roubaram. Sou fã incondicional do design da Apple.

Agora resta descobrir se eles continuarão com esta qualidade de projeto com a morte de seu principal cérebro.

Rest in peace, Mr. Jobs, and thanks for everything.

Your time is limited, so don’t waste it living someone else’s life. Don’t be trapped by dogma — which is living with the results of other people’s thinking. Don’t let the noise of others’ opinions drown out your own inner voice. And most important, have the courage to follow your heart and intuition. They somehow already know what you truly want to become. Everything else is secondary.

Steve P. Jobs, 1955-2011

via Steve Jobs: Imitated, Never Duplicated – NYTimes.com.

03/10/2011

Tábata Costa | Precipício


Há alguns meses fiz uma oficina de Residência Artística com o José Spaniol no Festival de Artes da Serrinha. Lá conheci um bando de artistas – todos tão loucos ou mais que eu, definitivamente nenhum ‘n0rmal’.

A Tábata Costa é uma delas (artistas… normal? não sei!). Ela trabalha muito com performances – um tipo de manifestação amplo, variado e certamente intenso, muito intenso. Gosto disso.

Ela tem uma ação muito legal que fez em Portugal, a Interditado, na qual se priva de um sentido e sai andando na baixa de Lisboa. E é só uma parte de todo um estudo sobre esta privação sensorial.

Um teto todo seu, Tábata Costa by JKScatena

Precipício, Tábata Costa by JKScatena

Lá na Serrinha, certa manhã ela tira uma carta de tarô do bolso, dizendo que tinha umas idéias. Era O Louco. E essa foto acima é uma das que fiz enquanto acompanhei a intensa e efêmera performance da Tábata, que ela está chamando de “Precipício”.

Lindo, né?

Tábata Costa | Um teto todo seu.

03/10/2011

Entre Rios: A história de São Paulo vista através de seus (ex)rios


Acabei de assistir a este video, uma dica da minha tia Vera Scatena e, na verdade, nada do que vi me surpreende.

Matamos os rios de São Paulo com uma ocupação urbana burra e erroneamente planejada. O resultado disso está aí: trânsito, enchentes, a não ocupação das ruas por pedestres, o desrespeito pelo espaço público; o desrespeito pela natureza da cidade de São Paulo.

São Paulo: Anhangabaú panorama

Anhangabaú: aqui jaz um Rio

Mas se existiu esta minha falta de surpresa com a situação, uma frase me marcou muito por fazer referência direta a algo que vivo hoje, a arte nas cidades:

“A cidade é a principal obra de arte da humanidade, uma obra de arte aberta e não concluída”
Prof. Alexandre Delijaicov – FAU/USP

Vale a pena ver o filme, por mais que seja apenas uma constatação dos constantes erros de planejamento de nossos líderes públicos.

Ainda sonho com uma São Paulo onde o prazer de viver exista. Às vezes acho que isto é só um sonho…

Entre Rios conta de modo rápido a história de São Paulo e como essa está totalmente ligada com seus rios. Muitas vezes no dia-a-dia frenético de quem vive São Paulo eles passam desapercebidos e só se mostram quando chove e a cidade pára. Mas não sinta vergonha se você não sabe onde encontram esses rios! Não é sua culpa! Alguns foram escondidos de nossa vista e outros vemos só de passagem, mas quando o transito pára nas marginais podemos apreciar seu fedor. É triste mas a cidade está viva e ainda pode mudar!

via ENTRE RIOS on Vimeo.

03/10/2011

Ready. Made. Play! « MULTIGRAPHIAS


Warhol Play | Atibaia | Jaime Scatena

Warhol Play | Atibaia | Jaime Scatena

via Ready. Made. Play! « MULTIGRAPHIAS.

02/10/2011

Luto na fotografia: Robert Whitaker, fotógrafo dos Beatles


Não tenho o hábito de ler obituários. Nem vou discutir a respeito.

Mas vou render homenagens a um profissional que, com seu trabalho, ajudou a criar a mítica Aura que existe em torno da minha banda favorita, os Beatles.

"Yesterday and Today" or 'butcher cover'

"Yesterday and Today" or 'butcher cover'

Achei legal que o texto apresenta esta tal “capa dos açougueiros”, uma que não chegou a ser realmente utilizada, pois acharam que era de mau gosto. Eu gostei!

Descanse em paz, Robert Whitaker (1939 – 2011)

His most talked-about work was one that most people never got to see when it was released: a photograph of the Beatles on an album cover that was quickly pulled from public view. Known in Beatles lore as the “butcher cover,” it showed the Beatles, wearing white butchers’ coats, festooned with chunks of raw meat and dismembered dolls. John Lennon, George Harrison and Ringo Starr are smiling; Paul McCartney’s mouth is agape. (…) It was their only record to lose money for Capitol. Still, it rose to No. 1 on the music charts by July 30 and stayed there for five weeks.

via Robert Whitaker, the Beatles’ Photographer, Dies at 71 – NYTimes.com.

01/10/2011

Sweep Panorama: fotos panoramicas em um click


Mais uma boa review do David Pogue, do New York Times, agora falando da nova teconologia que a Sony tem colocado em suas máquinas, que permite tirar fotos panorâmicas em um click, movendo a camera em arco e a foto fica pronta, perfeita, diretamente na câmera, sem a necessidade de pós-edição.

Eu já uso a minha Canon S95 pra fazer panorâmicas – um dos meus usos preferidos, junto com o selective colour – mas tenho que editá-las no Photoshop, pra juntar as partes. O efeito fica ótimo, mas imagino que ter tudo pronto, diretamente na câmera, seja realmente mais prático!

Chicago: Millenium Park panorama

Chicago: Millenium Park panorama

A panorama provides a much better representation of being there than the tiny slice provided by a regular photo. You can actually scan the scene, looking around you. And when it’s printed, a pano makes a perfect piece of art on the wall. Especially over a couch.

via The Glory of Sweep Panorama – NYTimes.com.

01/10/2011

E a evolução das cameras compactas continua


O David Pogue é, para mim, o melhor colunista de informática, gadgets e câmeras fotográficas do mundo! Adoro o humor em seus textos e a maneira objetica como ele avalia tudo o que acontece no mercado de informática.

As revisões que ele faz de gadgets e câmeras fotográficas são, definitivamente, um “must read” (de leitura obrigatória) antes de se adquirir qualquer equipamento!

A sua “Carta de Amor para uma câmera” me fez comprar a Canon S95 que tenho usado e que tira excelentes fotos, mesmo sendo compacta o suficiente para caber no meu bolso. Às vezes posso dispensar minha Pentax K-5 (uma SLR, grandona, com várias lentes e coisa e tal) e sair tranquilo sabendo que a Canon vai dar conta do recado.

Duas fotografias em um tempo: eu, minha Canon e minha Pentax

Duas fotografias em um tempo: eu, minha Canon e minha Pentax

Neste texto abaixo ele comenta o desenvolvimento das câmeras portáteis, com belos exemplos de equipamentos da Pentax e da Nikon.

And why doesn’t everyone buy S.L.R. cameras? Gorgeous photos, sensational low-light shots, interchangeable lenses, no shutter lag!

via 2 Compact Cameras Move Closer to Perfection – David Pogue – NYTimes.com.

%d blogueiros gostam disto: