Archive for ‘Citações’

07/02/2013

Angel @ Window


New York: Angel on Window

Tags: , , ,
27/06/2012

Not the original anymore


Not The Original Anymore

‎”It’s not where you take things from – it’s where you take them to” Jean-Luc Godard, by Jim Jarmusch

Jim Jarmusch

16/05/2012

Não Feche os Olhos


Feche os Olhos para Ver

Tags: , ,
08/11/2011

Uma homenagem a Stieglitz


Estou lendo um excelente livro (O Instante Contínuo, de Geoff Dyer) e, na leitura da tarde de hoje passei pelos comentários sobre as fotos “Equivalentes” do Stieglitz, o que me inspirou a criar este pequeno ensaio.

Stieglitz Blue - Jaime Scatena

Apesar de levemente AZUL, o cheiro era de chuva. Aquele cheiro característico que chega muito antes das gotas. Cheiro de terra molhada. Mas, mesmo com cheiro de chuva, o céu ainda era manchado de azul.

Segundo Dyer: “As fotografias de nuvens feitas por Stieglitz eram,nas palavras do próprio fotógrafo, manifestações ‘de uma coisa que já tomava forma dentro de mim’. (…). ‘Eu queria fotografar nuvens para descobrir o que havia aprendido, durante quarenta anos, sobre fotografia. Expor, através de nuvens, minha filosofia de vida – mostrar que minhas fotografias não eram resultados de conteúdo'”.

read more »

01/11/2011

Sagitário | MAPEANDO por Maína Mello


A minha amiga Maína Mello já publicou as dicas deste Movembro que entra agora.

Como é meu inferno astral, já espero sempre que seja um mês pessoalmente tumultuado, mas parece que vou ganhar um presentão de aniversário do Universo: um eclipse solar no meu signo, trazendo boas mudanças!

Fiquei bastante satisfeito com tudo que li por dois motivos: um que a Maína escreve com uma prosa tão gostosa e firme, clara e forte, que é realmente apaixonante; outro porque parece que ela estava falando COMIGO, diretamente com o Jaime Kuchembuck Scatena nascido em 24/11/77, um Sagitariano com ascendente em Sagitário. Cada frase, cada trecho, o texto descreve minha vida recente de tal maneira acertiva que é impressionante.

O bom de tudo é que as previsões são muito boas, tanto para Novembro (acabei de descobrir que desrespeitei uma das regras do Movember Manifesto, que não posso mais me declarar no mês de Movembro… GRRR! Pior de tudo, raspei minha barba a toa!), quanto para o ano pessoal que começará com o eclipse de 25/11/11.

O melhor ainda: isso vale para todos vocês, Sagitarianos. Aguardemos!

Paz pra Nós.

Novembro promete ser um mês repleto de boas novas para você, querido Sagitário. Principalmente no final do mês, quando um eclipse solar em seu próprio signo celebrará com fogos de artifício o seu aniversário. Sua vida está prestes a passar por mais uma reviravolta, e você pode confiar que as novidades serão super positivas!.

via Sagitário | MAPEANDO por Maína Mello.

02/10/2011

Luto na fotografia: Robert Whitaker, fotógrafo dos Beatles


Não tenho o hábito de ler obituários. Nem vou discutir a respeito.

Mas vou render homenagens a um profissional que, com seu trabalho, ajudou a criar a mítica Aura que existe em torno da minha banda favorita, os Beatles.

"Yesterday and Today" or 'butcher cover'

"Yesterday and Today" or 'butcher cover'

Achei legal que o texto apresenta esta tal “capa dos açougueiros”, uma que não chegou a ser realmente utilizada, pois acharam que era de mau gosto. Eu gostei!

Descanse em paz, Robert Whitaker (1939 – 2011)

His most talked-about work was one that most people never got to see when it was released: a photograph of the Beatles on an album cover that was quickly pulled from public view. Known in Beatles lore as the “butcher cover,” it showed the Beatles, wearing white butchers’ coats, festooned with chunks of raw meat and dismembered dolls. John Lennon, George Harrison and Ringo Starr are smiling; Paul McCartney’s mouth is agape. (…) It was their only record to lose money for Capitol. Still, it rose to No. 1 on the music charts by July 30 and stayed there for five weeks.

via Robert Whitaker, the Beatles’ Photographer, Dies at 71 – NYTimes.com.

01/10/2011

Sweep Panorama: fotos panoramicas em um click


Mais uma boa review do David Pogue, do New York Times, agora falando da nova teconologia que a Sony tem colocado em suas máquinas, que permite tirar fotos panorâmicas em um click, movendo a camera em arco e a foto fica pronta, perfeita, diretamente na câmera, sem a necessidade de pós-edição.

Eu já uso a minha Canon S95 pra fazer panorâmicas – um dos meus usos preferidos, junto com o selective colour – mas tenho que editá-las no Photoshop, pra juntar as partes. O efeito fica ótimo, mas imagino que ter tudo pronto, diretamente na câmera, seja realmente mais prático!

Chicago: Millenium Park panorama

Chicago: Millenium Park panorama

A panorama provides a much better representation of being there than the tiny slice provided by a regular photo. You can actually scan the scene, looking around you. And when it’s printed, a pano makes a perfect piece of art on the wall. Especially over a couch.

via The Glory of Sweep Panorama – NYTimes.com.

01/10/2011

E a evolução das cameras compactas continua


O David Pogue é, para mim, o melhor colunista de informática, gadgets e câmeras fotográficas do mundo! Adoro o humor em seus textos e a maneira objetica como ele avalia tudo o que acontece no mercado de informática.

As revisões que ele faz de gadgets e câmeras fotográficas são, definitivamente, um “must read” (de leitura obrigatória) antes de se adquirir qualquer equipamento!

A sua “Carta de Amor para uma câmera” me fez comprar a Canon S95 que tenho usado e que tira excelentes fotos, mesmo sendo compacta o suficiente para caber no meu bolso. Às vezes posso dispensar minha Pentax K-5 (uma SLR, grandona, com várias lentes e coisa e tal) e sair tranquilo sabendo que a Canon vai dar conta do recado.

Duas fotografias em um tempo: eu, minha Canon e minha Pentax

Duas fotografias em um tempo: eu, minha Canon e minha Pentax

Neste texto abaixo ele comenta o desenvolvimento das câmeras portáteis, com belos exemplos de equipamentos da Pentax e da Nikon.

And why doesn’t everyone buy S.L.R. cameras? Gorgeous photos, sensational low-light shots, interchangeable lenses, no shutter lag!

via 2 Compact Cameras Move Closer to Perfection – David Pogue – NYTimes.com.

30/09/2011

The 360 Project: Fotografia ou filme?


Mais uma dica excelente do Creative Review Blog, agora sobre uma intersecção interessante entre filme e fotografia,  em um trabalho do fotógrafo e filmmaker canadense Ryan E. Hughes, que usa 48 máquinas fotográficas simultaneamente!

Canadian filmmaker and photographer Ryan Enn Hughes’s 360 Project uses 48 cameras arranged in a circle and triggered simultaneously to explore the crossover between still and moving image

via Creative Review – The 360 Project.

30/09/2011

John Blakemore e suas fotos de flores


Achei este fotógrafo inglês, John Blakemore, através de um post do blog da Creative Review sobre um livro de fotografias e descobri que ele está expondo em Londres até dia 14/10, na Hoopers Gallery.

Suas fotos são de flores, mas gostei mesmo da abordagem que ele faz a respeito das montagens a serem fotografadas – as natureza mortas – e como a decisão por usar este processo criativo influenciou em seu conhecimento da própria fotografia.

The activity of picture making also made it necessary to extend my use of the photographic process as I imagined different photographs, different print tonalities, and had to discover the means to realise them.

Someone asked me recently how i knew when a piece of work was finished. I know it when the making of a photograph is no longer necessary, the moment of recognition, the acknowledgement of subject occurs, but to look is sufficient.

via Hoopers Gallery – John Blakemore.

30/09/2011

Dicas de Corte em fotografias de Retrato


Eu já tinha ouvido a respeito de dicas de cortes ( britânico David Graham comentou a respeito no workshop que deu em São Paulo em fevereiro de 2011), mas nunca tinha visto um esqueminha como este, que achei bem interessante.

Where to crop on portrait photography

Here’s a helpful illustration that shows acceptable places to crop when shooting portraits. Cropping at green lines should be fine, while cropping at red lines might leave you with an awkward looking photograph.

via Crop Guidelines for Portrait Photography.

15/09/2011

Is The Album Cover-Art a Dying Art Form? (via Leading Us Absurd)


Hoje de manhã, na homepage do WordPress, me deparei com uma das imagens mais marcantes, para mim, da música dos Beatles: a capa do disco Revolver.

Só o ver desta imagem, já sou remetido à lembranças das diversas excelentes músicas deste LP. Como escolher uma favorita entre “Taxman”, “Eleanor Rigby” “Got to get you into my life” ou “Good day Sunshine”?

A capa traz uma ilustração feita com desenhos e colagens de fotos (feitas pelo fotográfo Robert Whitaker). Foi criada  pelo alemão Klaus Voormann, amigo dos Beatles desde a época em que eles foram tocar em Hamburgo

Porém o artigo fala exatamente da “morte” das capas do disco, a partir de um texto publicado no New York Times.


Será mesmo? Será que esta arte está fadada ao ocaso?
Ainda que sim, continuarão existindo as capas clássicas dos inúmeros LP’s (e porque não CD’s) lançados até hoje.

E para você? Qual é a capa de disco clássica que te traz boas memórias?

Is The Album Cover-Art a Dying Art Form?   I recently read an article in the New York Times that discussed the shrinking of album artwork. The piece argued that elaborate cover art seems to be out of fashion, and its in place artists are opting for simple designs that can be fully seen on computers and iPods. The close-up of Lady Gaga’s face for Born This Way, and the Red Hot Chili Pepper’s fly on a pill for I’m With You were cited as examples. While cover-art certainly isn’t indic … Read More

via Leading Us Absurd

02/09/2011

Scatenarse, em bom português (Ygor Raduy et al, 2011)


Na frente da cortinaNa frente da cortina

Na frente da cortinaNa frente da cortina

Na frente da cortinaNa frente da cortina

Eu me escateno,

tu te escatenas,

ele se escatena,

nos nos escatenamos,

vós vos escatenais,

eles se escatenam.

Pronominal como no italiano.

Arte via Facebook.

Nella lingua italiana:

scatenàrsi[sca-te-nàr-si] v. pronominale

  1. rifl. perdere il controllo di sé, lasciarsi andare. Esempio: ai concerti rock si scatena
01/09/2011

L’Uomo e L’Eternità (oppure Imortalità?)


L’arte è eterna, ma non può essere immortale” sottolineando con ciò una differenza importante tra il concetto di eternità e quello di immortalità.

L’opera d’arte può anche sopravvivere all’uomo per qualche generazione, ma l’importanza assoluta non è tanto la materialità dell’arte, quanto il gesto e l’invenzione artistica, che sono gli unici atti di eternità possibili per l’uomo “(…) sino ad oggi gli artisti, coscienti o incoscienti, hanno sempre confuso i termini di eternità e immortalità, cercando di conseguenza per ogni arte la materia più adatta afarla più lungamente perdurare, sono cioè rimasti vittimi coscienti o incoscienti della materia, hanno fatto decadere il gesto puro eterno in quello duraturo nella speranza impossibile della immortalità. noi pensiamo di svincolare l’arte della materiail senso dell’eterno dalla preoccupazione dell’immortale.

E non ci interessa che un gesto, compiuto, viva un attimo o un millenio, perché siamo veramente convinti che, compiutolo, esso è eterno.

Primo manifiesto Spaziale Lucio Fontana 1947, pubblicato per María Eugenia Arostegui Sebastian via MULTIGRAPHIAS.

Sarà la mia arte immortale? Solo il Tempo potrà dire…

Inspirato, Milano/2010

Inspirato, Milano/2010

01/08/2011

Sagitário | MAPEANDO por Maína Mello


Esse vai pra meus (muitos) amigos sagitarianos, mas a dica de blog vai pra todos.

Second to the right and straight on till morning.

Second to the right and straight on till morning.

Pra vocês da flecha, vejam que o mês é duro, mas promete. E Setembro tem boas energias em vista também.

A astróloga, Maína Mello, é uma gracinha amiga minha que tá se mostrando uma excelente leitora dos astros. Tô gostando muito das previsões dela e a de agosto tá bombando entre meus amigos do Facebook.

Paz pra nós.

Jaime

Tenha em mente que Agosto é um mês para você pensar grande e sair um pouco da sua própria rotina, abrindo-se a novas e excitantes possibilidades. Para você, a Lua Nova em Leão diz respeito ao desenvolvimento intelectual, portanto esse é o momento de se envolver com grandes ideias que podem dar um novo significado à sua vida.

Em qualquer empreitada, as suas chances de sucesso são imensas, desde que você preste atenção ao momento certo. Volto a dizer que Mercúrio estará retrógrado boa parte do mês, entre os dias 3 e 25, o que torna esse um período desfavorável a qualquer iniciativa — as coisas podem não vingar posteriormente.

via Sagitário | MAPEANDO por Maína Mello.

31/07/2011

A arte de Duane Michals – Revista Foto Grafia


Conheci o trabalho do Duane há algumas semanas, quando participei da oficina de Residência Artística com o José Spaniol lá no Festival de Arte da Serrinha.

Alice's Mirror, Duane Michals

Alice's Mirror, Duane Michals

O uso que faz dos espelhos e das sequencias fotográficas é muito inteligente e bem resolvido, quase que nos obrigando a continuar olhando para as fotografias infinitamente… Muito bom mesmo.

Achei interessante a biografia dele que achei neste site, da Revista Fotografia:

O fotógrafo americano autodidata, faz uso inovador de foto-seqüências em suas obras, muitas vezes incorporando texto para examinar a emoção e a filosofia.  Ele estudou design gráfico, mas não concluiu o curso porque se apaixonou pela fotografia. Começou como fotógrafo de moda, trabalhando para revistas como Esquire e Vogue, e em pouco tempo se tornou um artista de nível internacional.

Original em seus pensamentos, crenças e na execução de suas imagens, Michals conseguiu criar uma carreira brilhante ignorando – quer dizer, desafiando – os limites estabelecidos. Ele passou a vida re-analisando e re-inventando a própria natureza da fotografia.

Ao invés de descrever as realidades exteriores, Michals virou a câmera e visão para seu interior – enfrentando e tentando descrever as paisagens intangíveis de suas próprias emoções, medos, sonhos e desejos.

As suas obras são desconcertantes, quase surrealistas, utilizando frequentemente jogos de espelhos ou sequências de imagens.

“Eu estou interessado no que acontece quando morremos. Eu não sei como alguém pode estar vivo e não questionar isso. – Eu acho que é uma pergunta muito racional.” – Duane.

via A arte de Duane Michals – Revista Foto Grafia.

The illuminated man, Duane Michals 1968

The illuminated man, Duane Michals 1968

01/02/2010

Deu no NYT – 36 horas em Buenos Aires


O jornal americano The New York Times, um dos mais conhecidos  e influentes da América tem uma coluna semanal em seu caderno de viagens intitulado “36 horas em ______”, que dá dicas para um final de semana curto em alguma cidade do mundo.

A última, publicada no dia 31 de janeiro, fala de Buenos Aires e vou repassar aqui algumas dicas desta coluna.

Buenos Aires - Mosaico

Buenos Aires - Mosaico

A abertura do texto está em uma tradução livre e para as dicas propriamente ditas, usarei textos meus a partir do original da coluna. Ah! E, exceto quando indicado, as fotos são minhas.

Obelisco da Av. Nove de Julho

Obelisco da Av. Nove de Julho

“A história contemporânea argentina é um montanha russa de sucessos e fracassos econômicos, um cenário para novelas políticas. Mas atravessando estes altos e baixos uma coisa se manteve constante: a graciosa elegância e o charme cosmpolita de Buenos Aires. Esta charmosa cidade continua a atrair amantes da gastronomia, loucos por design e festeiros, com sua agitada vida noturna, estilo super “pra frente” e a favorável taxa de câmbio. E mesmo com a incerteza da econômica, a energia criativa e o espírito empreendedor dos porteños (como são conhecidos os habitantes locais) permanece, é só ver a crescente lista de espaços para artes, butiques, restaurantes e hotéis.”

A primeira dica é de uma galeria de arte que apresenta somente arte de rua e um impressionante mural que decora a fachada externa da Hollywood in Cambodia. Tem até um tour pelos Graffitis da cidade, com a Graffitimundo. Uma dica de loja é a Nobrand (uma corruptela da frase em inglês No Brand, ou ‘Sem Marca’), que reinventa produtos argentinos com um toque de cartoon.

El Ateneo de la Av. Santa Fe

El Ateneo de la Av. Santa Fe

Outra dica se aproveita da música ao vivo na vida noturna de Buenos Aires e indica um jazz club, o Thelonious Club.

Para um tradicional jantar à meia noite – hábito típico porteño – a recomendação do NYT é o intimista Tegui, uma adição interessante ao cardápio de restaurantes “escondidos” da cidade.

Já para o almoço do dia seguinte, a dica é a churrascaria (parilla) Miranda, que junta uma decoração legal e equipe “hipe”, mantendo a parrilla bem tradicional, sem frescuras.

Mais uma dica de arte é visitar o museu do artista surrealista argentino Xul Solar, com 86 de suas obras, que incluem desde cartas de tarô a um piano com teclas colorido

Banda de rua no Mercado de San Telmo

Feria de San Telmo, Buenos Aires/2008

Pra fechar a lista, a coluna indica ainda a casa noturna Tequila, as lojas Zavaleta Lab e Niño Bien e até uma operadora de turismo que oferece passeios a jogos de futebol, com guias bilingues e tudo (Go Football).

Para mais informações, aqui tem o slide show do NYT e também um mapa com as dicas da coluna.

Da minha parte, recomendo sempre um passeio pelo belo Puerto Madero, a Livraria El Ateneo e o mercado de San Telmo (este só aos sábados), meus locais preferidos de Buenos Aires.

28/01/2005

Poesia


Para você, meu único amor.

“Desejo a você fruto do mato,

cheiro de jardim, namoro no portão,

domingo sem chuva, segunda sem mau humor,

sábado com seu amor, filme de Carlitos,

chope com os amigos, crônica de Rubem Braga,

viver sem inimigos, filme antigo na tv,

ter uma pessoa especial, e que ela goste de você,

música de Tom com letra de Chico, frango caipira em pensão no interior,

ouvir uma palavra agradável, ter uma surpresa agradável,

ver a banda passar, noite de lua cheia,

rever uma velha amizade, te fé em Deus,

não ter que ouvir a palavra “não”,

nem nunca, nem jamais adeus.

Rir como criança, ouvir canto de passarinho,

sarar de resfriado, escrever um poema de amor que nunca será rasgado,

formar um par ideal, tomar banho de cachoeira,

pegar um bronzeado legal, aprender uma nova canção,

esperar alguém na estação, queijo com goiabada,

pôr de sol na roça, uma festa, um violão, uma seresta,

recordar um amor antigo, ter um ombro sempre amigo,

bater palmas de alegria, uma tarde amena,

calçar um velho chinelo, sentar numa velha poltrona,

ouvir a chuva no telhado, vinho branco, Bolero de Ravel . . .

e muito carinho meu !!!”

Carlos Drummond de Andrade

Tags: ,
%d blogueiros gostam disto: