Posts tagged ‘JKScatena’

15/12/2010

Incentive a Arte: dê fotografia de presente neste Natal!


A minha série de fotos deste ano, a Serie10, está à venda através de meu fotosite – ©JKS Photography. Esta série de 22 fotos foi produzida durante o ano de 2010 nas diversas cidades que estive neste período.

Cada uma das fotos está disponível no tamanho 20 x 30 cm, em uma série limitada de 50 cópias cada, impressas em papel matte de alta qualidade. O site, com a tabela de preço e as fotos à disposição pode ser visto no endereço: http://photo.jkscatena.com/store/serie10-brasil/.

Serie10 @ ©JKS Photography

Serie10 @ ©JKS Photography

24/08/2010

Inspired – Photos/Fotos


Todas as fotos do post Inspired estão no slideshow e na galeria abaixo.

All the pictures from the post Inspired – the English version are on the slideshow and the photo gallery below.

Tutte le foto del post Inspired – la versione Italiana sono nel slideshow e nella galleria sotto.

Este slideshow necessita de JavaScript.

23/08/2010

Inspired – The english version


I had not even finished seeing the exhibition and was already eager to do pictures like those from Francesca Woodman; I even knew the location, the corner of my bedroom with the radiator and the wooden floor. On that night, and on the following days I went through a photographic journey that produced the images seen below.

Multiplo

Multiplo

Francesca’s work provoked me a melancholic reaction and in the first set of photos, I’ve tried to reproduce this feeling. in these pictures my face is not shown – hidden, covered, concealed – one of the key characteristics of her work. I tried to merge with the environment using the movement, producing a blurring effect on the face and body. To enhance this merging effect I’ve set the camera for high sensibility, causing the grainy appearance.

Pudico

Pudico

This series is basically on black and white, as a direct influence from Francesca’s work. As I was taking the pictures during the night time, I used a light source that caused an interesting effect that also enhanced the contours. This was an error, if an direct comparison with Francesca’s original work is to be made, a friend of mine suggested.  I have to thank Emanuele Camisassa for inviting me to the exhibition, for helping me think about the work I’ve done and also for persuading me to write this text that tells the evolution of my own pictures.

The morning after I produced a photo that directly relates to one from the exhibition, but with my personal presentation – lightly coloured, instead of the original black and white.

JKScatena as F.Woodman

JKScatena as F.Woodman

My “voglia” (the Italian for will) was not satisfied yet so I’ve also produced the series below (already considering Emanuele’s comments) but now with the presence of the face and also exploring the double – triple, quadruple – exposure as a way to merge the body and the environment.

Bizarro

Bizarro

Since the first series, I was wearing only a shirt, and sometimes not even that – I was undressing voluntarily, opening myself to the experience without shame. I also used a mask – as Francesca sometimes did – creating a faceless, and a slightly bizarre, character. Almost all of these pictures are black and white but with coloured ones, these last with an altered colour tone.

On the last series I used my 50 mm lens, which I love for creating an interesting lighting effect. Here I explored, not only the double exposure, but also my Milanese house’s doors as scenic elements. The empty chair, refers to an unoccupied place, that is not completely shown. These pictures are mostly coloured.

Inspirato

Inspirato

At the end the “voglia” I was satisfied. My first artistic productive journey – with a theme as far as possible derived from my previous work – as concluded. My artist’s ego was satisfied with the beautiful and interesting result of my labour. I finish the experience somehow changed and in a certain way evolved.

Attraverso

Attraverso

PS.: The slideshow and gallery with all the pictures taken is here.

23/08/2010

Inspired – La versione italiana


Non ero nemmeno uscito dall‘esposizione che già avevo voglia di fare delle foto somiglianti a quelle di F. Woodman; avevo già in mente lo scenario, un angolo della mia stanza, con un grande termosifone e il pavimento di legno. Nello stesso giorno e nei giorni seguenti ho percorso, alla mia maniera, un’esperienza fotografica che ha prodotto le immagini che potete vedere sotto.

Multiplo

Multiplo

Il lavoro di Francesca mi ha suscitato malinconia e nel primo gruppo di foto ho provato a catturare questa emozione. In queste foto manca il viso – nascosto, coperto – una delle caratteristiche predominanti delle sue foto. Ho provato a fondermi con l’ambiente attraverso il movimento, con l’effetto ”sfocato” sia nel viso, che nel corpo. Per accentuare questo effetto di fusione ho regolato la macchina fotografica con alta sensibilità, provocando la grana nelle immagini.

Pudico

Pudico

Questa serie ha delle foto in  bianco e nero, una influenza diretta del lavoro di Francesca. Siccome avevo fatto le foto di sera, ho usato una luce che provocava un interessante effetto ma che risaltava i contorni – un errore, paragonato alle foto che mi avevano inspirato, come mi ha detto un amico. Devo ringraziare Emanuele Camisassa per avermi invitato ad andare all’esposizione, per avermi aiutato a riflettere sul lavoro che avevo realizzato e anche per avermi motivato a scrivere questo testo che testimonia il percorso fotografico.

Nella mattina seguente ho fatto una foto simile ad una delle foto dell’esposizione, ho però dato la mia interpretazione – leggermente colorata, diversa del bianco e nero originale.

JKScatena as F.Woodman

JKScatena as F.Woodman

La voglia non era ancora soddisfatta e ho anche realizzato le serie di sotto, già con le prime considerazioni di Emanuele, ora però con la presenza del viso e l’utilizzo della doppia – tripla, quadrupla – esposizione come strumento per  fondermi con l’ambiente.

Bizarro

Bizarro

Dalla prima serie ho deciso indossare solamente una camicia, in certi casi  – spogliandomi di tutto, volontariamente, aprendomi all’esperienza senza pudore. Ho indossato anche una maschera – come Francesca – creando un personaggio senza viso, un po’ bizzarro. Questa seconda serie è stata realizzata con foto in bianco e nero e anche colorate, queste ultime con il tono alterato.

Per la ultima serie ho usato una lente di 50 mm che mi piace tanto perché crea una luminosità particolare. Qui ho esplorato, non solo la doppia esposizione, ma anche le porte della mia casa milanese come elementi scenografici. La sedia, vuota, evoca uno spazio non occupato, che però non si mostra completamente. In questa serie le foto sono di solito colorate.

Inspirato

Inspirato

Alla fine la voglia era soddisfatta. La mia prima avventura artistica – con un tema molto molto diverso da quelli dei miei lavori precedenti – era finita. Anche il mio ego di artista era stato appagato, perché sono riuscito ad ottenere un risultato bello ed interessante.Esco da questa esperienza leggermente modificato e, per certi versi, evoluto.

21/08/2010

Inspired


Não havia nem saído da exposição e a vontade de produzir fotos semelhantes às de F. Woodman já havia tomado conta de mim; já sabia até o cenário, o canto do meu quarto, com o grande radiador e o piso de madeira. No mesmo dia e durante os três seguintes percorri à minha maneira, uma trajetória fotográfica que culminou nas fotos abaixo.

Multiplo

Multiplo

O trabalho de Francesca me provocou certa melancolia e no primeiro grupo de fotos busquei registrar este sentimento. Estas fotos também contam com a ausência da face – coberta, escondida -, uma das características marcantes de suas fotos. Tentei me fundir com o ambiente através do movimento, causando o efeito de borrão tanto na face quanto no corpo. Para acentuar o efeito de fusão com o ambiente, regulei a câmera para alta sensibilidade, causando o efeito de granulação da imagem.

Pudico

Pudico

Esta série é basicamente branco e preta, como influência muito direta do trabalho de Francesca. Por estar fazendo as fotos durante a noite, usei uma fonte de luz que proporciona um efeito interessante, mas, por outro lado, ressalta os contornos – um erro, comparando com as fotos que me inspiraram, como me ressaltou um amigo; aliás, agradeço ao Emanuele Camisassa pelo convite para ver a exposição, por me ajudar a refletir  sobre o trabalho que produzi e também por me motivar a escrever este texto que registra a trajetória das fotos.

Na manhã seguinte produzi uma foto que faz referência direta a uma das fotos da exposição, mas com a minha interpretação na maneira como ela é apresentada – levemente colorida, diferente do preto e branco do original.

JKScatena as F.Woodman

JKScatena as F.Woodman

A voglia (vontade, em italiano) ainda não tinha sido satisfeita e produzi a série abaixo, já com as primeiras considerações de Emanuele, mas agora com a presença da face e explorando a dupla – tripla, quadrupla – exposição como maneira de fundir-me com o ambiente.

Bizarro

Bizarro

Desde a primeira série decidi usar apenas uma camisa, quando muito – me despindo voluntariamente, me abrindo à experiência sem pudor. Usei ainda aqui uma máscara – como Francesca – criando um personagem sem face, um tanto bizarro. Esta segunda série conta tanto com fotos em preto e branco quanto coloridas, mas estas últimas com uma tonalidade alterada.

Na última série de fotos usei uma lente de 50mm que gosto muito por criar uma luminosidade muito própria. Aqui explorei, além da dupla exposição, as portas de minha casa milanesa como elemento cenográfico. A cadeira, vazia, remete a um espaço não ocupado, mas que não se mostra por inteiro. Predominam aqui as fotos coloridas.

Inspirato

Inspirato

Ao final a voglia estava satisfeita. Minha primeira jornada produtiva de cunho artístico – com um tema completamente de meus trabalhos anteriores – estava concluída. Meu ego de artista também está satisfeito, com o belo e interessante resultado de minha produção. Saio desta experiência ligeiramente alterado e, de certo modo, evoluído.

O slideshow e a galeria com todas as fotos deste ensaio está aqui.

16/11/2009

Blog PANROTAS recebe prêmio CET em Portugal


Do original do Portal Panrotas (www.panrotas.com.br):
http://bit.ly/9tW9un

JKScatena: Prêmio CET2009

Paulo Machado, Jaime Scatena e Nuno Pinha (Pestana)

Paulo Machado, presidente da CET América Latina e diretor do Turismo de Portugal no Brasil, Jaime Scatena, premiado pela colaboração com o Blog PANROTAS em Viagem, e Nuno Pina, do Pestana/Pousadas de Portugal

A Comissão Européia de Turismo na América Latina entregou ontem (09/11/2009), em cerimônia realizada no Restaurante Cozinha Velha, em Queluz (Sintra, Portugal) os diplomas do Prêmio de Jornalismo 2009, entre eles o do blogueiro do Blog PANROTAS em Viagem, Jaime K. Scatena.

“Este prêmio de jornalismo, o único do tipo nos quatro grupos de trabalho da CET no mundo, é importante para reconhecer o trabalho e a dedicação dos jornalistas brasileiros que divulgam informações turísticas sobre a Europa.” diz Paulo Machado, presidente da CET/AL para o biênio 2009/11 e que acompanha o grupo nesta viagem-prêmio, com apoio da Tam e Pestana/Pousadas de Portugal.

(…)

Estiveram presentes à cerimônia de ontem à noite o diretor de Marketing do Grupo Pestana/Pousadas de Portugal, Nuno Pina (o grupo hospedou-se na Pousada de Queluz) e, Nuno Madeira, do Turismo de Portugal, representando o secretário de Estado de Turismo do país, atualmente em viagem a Londres para participar da WTM.

Nuno Madeira ressalta a importância da imprensa na divulgação de destinos de forma isenta e autêntica, muito diferente do marketing realizado pelos órgãos de turismo oficial, opinião compartilhada por Paulo Machado que também diz que esta é a terceira vez que Portugal sedia a premiação e que é a primeira edição com sedes compartilhadas entre dois países, no caso junto com a Espanha. (…)

“Estou muito feliz por ter tido meu trabalho reconhecido, principalmente por ter começado a escrever para a PANROTAS neste ano. Antes eu só fazia as fotografias de diversas reportagens e suplementos, mas desde junho comecei a escrever também as matérias e esta série de posts no Blog PANROTAS em Viagem foi minha estreia nesse importante canal de comunicação” diz nosso blogueiro premiado, Jaime K. Scatena. “Buscar dicas legais das cidades que conheci nas minhas férias na Europa deu um tom diferente à viagem, já que ficava procurando temas, fotos e lugares legais para depois escrever os posts.”, completa.

Para o editor-chefe da PANROTAS, Artur Luiz Andrade, “o reconhecimento do Blog PANROTAS Em Viagem comprova e renova uma das principais características da PANROTAS, que é estar sempre inovando, sempre buscando estar presente nos diversos canais de comunicação com o trade e também com o público final, já que o blog recebe diversos comentários e perguntas de viajantes e já que este ano a editora lançou sua primeira revista para o público final, a Vamos Lá Viagens”. “Ficamos felizes de o júri do prêmio da CET ter reconhecido o Blog PANROTAS Em Viagem, que está no meio de seu segundo ano e as dicas do blogueiro Jaime Scatena, que estão muito boas e inclusive foram parar no segundo número da Vamos Lá Viagens. Parabéns também aos demais agraciados, especialmente Karen e Gustavo, que, infelizmente, não puderam comparecer à viagem-prêmio”, finaliza Artur Andrade.

Os outros jornalistas que receberam o prêmio nesta noite foram Cecília Motta (Melhor Reportagem Europa, do Diário da Região), Marcelo Medeiros (Melhor Reportagem de TV, da Rede TV) e Tales Azzi (Melhor Trabalho Fotográfico, da Revista Viaje Mais). Os prêmios dos demais jornalistas que não puderam comparecer serão entregues no Brasil para Gustavo Alves da Silva (Melhor Reportagem Jornal Impresso, O Globo) e Karen Abreu (Melhor Reportagem de Revista Impressa, Revista Viaje Mais).

%d blogueiros gostam disto: