Archive for ‘Uncategorized’

08/03/2017

Referências Visuais: Walker Evans


Este é um dos e-mails que enviei para os participantes do meu Grupo de Estudos em Fotografia, com referências dos fotógrafos que falamos em nossa conversa semanal.

Aproveite!


Que tal ser desafiado a melhorar sua prática fotográfica?

View this email in your browser

Que ótimo começo, né?

Aqui vão algumas referências visuais – e links – sobre um dos fotógrafos que comentamos ontem, o norte-americano Walker Evans.

 

Lembrando que o texto de apoio está disponível no meu site através deste link e o questionário referente ao texto está acessível por este outro link.

Walker Evans, por Edwin Locke, para Farm Security Administration – Domínio Público

Glass Roof of Pennsylvania Station, New York City, 1928

Walker Evans começou a fotografar no final dos anos 1920, durante uma viagem pela Europa. Ao retornar a Nova York, ele publicou suas primeiras imagens em 1930.

Suas primeiras fotografias revelam uma grande influência do Modernismo Europeu, especialmente o formalismo e a ênfase em estruturas gráficas e dinâmicas. Mas ele gradualmente se afastou deste estilo altamente estético e desenvolver seu próprio estilo: com noções realistas, do papel do espectador da imagem e da ressonância poética dos motivos altamente ordinários.

Alabama Tenant Farmer, 1936
Em 1935 trabalhou para a  F.S.A. (Farm Security Administration), um organismo federal criado por Roosevelt para dar solução à crise agrícola dos Estados Unidos durante o período da Grande Depressão. Usando a fotografia como prova da miséria em que viviam os agricultores americanos, Evans registava o cotidiano com precisão objetiva, dignificando, apesar de tudo, a pobreza em que estes agricultores viviam.
Penny Picture Display, 1936

Em Setembro de 1938 0 Museu de Arte Moderna (MoMA) de Nova York abriu a exposição “American Photographs“, uma retrospectiva da primeira década de fotografias de Evans.

Simultaneamente o museu publicou o livro “American Photographs”, considerado até hoje por muitos artistas a maior referência em termos de Foto-Livros.

Acredita-se que Evans passou mais tempo escolhendo as imagens e a diagramação (muito específica) do livro do que ele passou preparando a exposição em si. As fotos expostas não estão todas no livro e nem todas aquelas da publicação fazem parte da exposição.

Talvez ele tenha vislumbrado que o legado da publicação seria muito mais permanente do que a transitoriedade da exposição e este legado merecia mais atenção. Ou, talvez ele acreditava que a documentação fotográfica através do livro seria mais relevante.

O livro foi novamente publicado em 2012 em uma edição que copia fielmente àquela seminal de 1938.


Bom, por hora é isso. Agora é a sua vez de encarar o desafio proposto.

Lembrando que, existindo vagas, você é bem vindo para participar dos próximos encontros, mas a prioridade será daqueles que ainda não compareceram.

Um grande abraço e obrigado por fazer parte deste projeto!
Jaime Scatena

read more »

28/01/2005

Poesia


Para você, meu único amor.

“Desejo a você fruto do mato,

cheiro de jardim, namoro no portão,

domingo sem chuva, segunda sem mau humor,

sábado com seu amor, filme de Carlitos,

chope com os amigos, crônica de Rubem Braga,

viver sem inimigos, filme antigo na tv,

ter uma pessoa especial, e que ela goste de você,

música de Tom com letra de Chico, frango caipira em pensão no interior,

ouvir uma palavra agradável, ter uma surpresa agradável,

ver a banda passar, noite de lua cheia,

rever uma velha amizade, te fé em Deus,

não ter que ouvir a palavra “não”,

nem nunca, nem jamais adeus.

Rir como criança, ouvir canto de passarinho,

sarar de resfriado, escrever um poema de amor que nunca será rasgado,

formar um par ideal, tomar banho de cachoeira,

pegar um bronzeado legal, aprender uma nova canção,

esperar alguém na estação, queijo com goiabada,

pôr de sol na roça, uma festa, um violão, uma seresta,

recordar um amor antigo, ter um ombro sempre amigo,

bater palmas de alegria, uma tarde amena,

calçar um velho chinelo, sentar numa velha poltrona,

ouvir a chuva no telhado, vinho branco, Bolero de Ravel . . .

e muito carinho meu !!!”

Carlos Drummond de Andrade

Tags: ,
17/08/2004

Em frente


Confuso, tenho que admitir.

O Amor, maior que tudo, tem que lutar muito pra se manter. Não é fácil… não pensava que fosse ser… na verdade, gostaria que, sim!, fosse mais fácil.

Lutando, vamos em frente.

Feliz, sim estou.

Sim, pois meu Amor é lindo. Demais de lindo! Me surpreende e adora isso. E eu adoro surpresas… meu amor sabe disso!

Amando, um passo a frente.

Satisfeito, mas não acomodado.

Gracinha, meu Amor. Lindo, meu Amor. Manha, sim, muita!, meu Amor.

Carinho, prazer, amor… meu Amor!

Sorrindo, sempre!

Em frente.

Te amo.

Meu Amor!

09/08/2004

Voltando, Nova proposta


Final de semana de viagem. Mais um.

Mais um hotel. Plaza Inn Master, Ribeirão Preto.

Cama estreita… bem estreita. Mas até que deu pra dois.

Quarto agradável, mas com uma luz pentelha, sensível a movimentos… até os inexistentes. Tá, não foi tão pentelha assim!

Me recomendaram a Sopa do restaurante. Legumes, deliciosa.

Café da manhã hontesto, com boas frutas da estação, tostex, gelatina (tava quente).

Ribeirão, sexta, Bar da Kombi… ou algo assim.

Interessante a proposta: especializados em espetinhos!

Agradável. Bom papo com amigos!

Ribeirão, Centro.

A maior muvuca, mas um passeio agradável. Uma linda catedral e a praça, com muitas atividades estudantis, estava movimentada também.

Ribeirão, Parque Curupira.

Também interessante. Numa pedreira (aliás por isso que a cidade é tão quente. O subsolo, rochoso, demora a esfriar!), com cachoeiras artificiais… uma até demais: um lindo cano de PVC.

Bom passeio com amigos!

Ribeirão, Pinguin.

Chopp delicioso. Bons pratos. Bons souvenirs.

Boa comida, com amigos!!

Isso! Nova proposta, a Trip Journal.

Próxima parada?? Who could kwnow??

25/06/2004

Voltando


Estive fora por alguns dias… voltas e voltas.

Ano vai, ano vem… ou melhor, estação vai, estação vem… Peraí, tem as meia-estações também, mas vamos deixa-las para lá!

Então, estação vai, estação vem e a moda keep going. Continua indo e ditando o que é certo e o que não é… In and Out.

Mas mesmo assim, dizem que a boa moda é aquela com a qual você se sente bem. A dicotomia é que moda é muito daquilo de como você se mostra ao mundo, né?

Estou na moda porque estou feliz. Isso é o que importa!

A SPFW 2004 – Verão (olha só: estação vai, estação vem!) – cuidado! SPFW não é “São Paulo Fucking What!?!, como me lembraram outro dia! – acabou há alguns dias, mostrando o que será In/Out na próxima vez em que nós, do Sul, nos aproximarmos mais do sol.

O que mais me impressionou foi o desfile de um japonês (esses caras são demais! quanta criatividade!!), Nakao San, que não vai vender NADA do que foi desfilado… porque ao final do desfile não sobrou nada! Só as lindas fotos e os registros mnemônicos dos sortudos que puderam presenciar o acontecimento.

A falta é que gera o desejo. Destruir as roupas, todas de papel vegetal, foi a maneira que Nakao San usou para retratar este desejo, esta falta. Todo o processo de produção e o desfile foi filmado e se tornará um material didático. Aprendendo e… Aprendendo.

A vida é a grande aprendizagem.

Direto da Terra, 25 de junho de 2004

18/06/2004

Voltando a Ativa


E enquanto isso o mundo gira… E a Lusitana roda…. nossa, essa é velha pacas!

Diretamente da Terra, tenho notícias interessantes… Será que são interessantes assim, mesmo?? Depende a quem interessar… Aliás é sempre assim: depende de vários dependes!!

Dependendo da vontade pode-se tudo.

Querendo, podemos estar juntos. Mas tem que querer mesmo! E quando se quer, as coisas ficam mais fáceis, né? Só que depende também se existem outras pessoas envolvidas, depende se elas querem… Enfim, vários dependes. Interessante…

Ontem a governadora, dependente do fóssil, assim como o mundo todo, tentando afirmar sua independência, subiu nas tamancas e irritou o presidente daquela empresa… uma grande, nesse setor negro. O cara ficou p. da vida! Dependendo da sua opinião a respeito, tanto um quanto o outro podem estar certos! Não os dois… Isso eu achei interessante também!

E a tocha gira-mundo. Vi uma foto de um daqueles caras, um que está na lista das celebridades mais poderosas do mundo, carregando o fogo, esse, que esteve rapidamente por aqui, numa festa que impressionou a todos. Brasileiro gosta de festa mesmo… e, de Paz. O fogo da Paz, no Brasil… é Festa! Gostei, foi bonito! É… Bastante Interessante!

O fogo reacendido está mais gostoso, mais forte, superando barreiras. Amo muito isso. Amo muito você. Sim, amor… muito interessante!!

Enquanto isso, a Terra continua na sua longa viagem, voltas e voltas e voltas e voltas…

Interessa?

Direto da Terra, 18 de Junho de 2004

09/06/2004

Voltas e Voltas


Desde ontem, mais uma volta completa…

Nesse meio tempo a vida deu mais um passo, para todos… Egoísmo meu achar que foi só para mim (para nós)… Passos a frente, porque, inclusive, não há volta.

Cada segundo que passa é um segundo a mais no passado (gostei dessa frase!) Não, não é um segundo a menos no futuro… É um segundo a mais na sua história de vida (nossa história).

Toda ação gera reação. É inclusive uma Lei famosa, dum cara que teve um baita dum rolo com uma Maçã. Uma maçã por dia trás saúde e alegria.

A questão é pensar bem nos resultados de suas ações. E é bom assumir a responsabilidade por todos os seus atos.

E mais uma volta, completa.

O trânsito de Vênus, comentado ontem, ocorrido ontem, a se repitir apenas daqui a anos, teve suas influências na Terra, essa, que gira.

Uma reação, da ação dAquele que fez tudo em 7 dias. Será que naquela época, aqueles dias também eram uma volta… Quem poderá dizer?? Ele.

Sim, uma volta. Triunfal.

Amor.

Direto da Terra, um tanto mais feliz, 08 de junho, 2004.

04/06/2004

Pra começar!


Esse blog é a versão escrita do meu fotolog, o Direto da Terra original!

Não sei muito bem o que vou aprontar aqui e coisa e tal, mas estou começando aos poucos!

Quero falar sobre a vida, não como a vejo, pois isso será mostrado só no Fotolog… o lugar ideal para as fotografias… Mas uma interpretação do mundo, do meu mundo. Desse mundão em que vivemos.

Voltem, visitem… Vejam meu flog!

Abraços Grandes!

Scatena

%d blogueiros gostam disto: