Archive for ‘Artmidia’

30/04/2012

Luxembourg Gardens (Contemporary) Postcard


Luxembourg Gardens (Contemporary) Postcard

via o cartão postal em que eu fui perseguida por um tarado « Multigraphias.

Anúncios
Tags: , ,
20/04/2012

Laura_Li.GIF



Laura_Li.GIF

Interferindo sobre auto-retrato da ilustradora Laura Teixeira.

19/04/2012

Abujamra_le_Pessoa.GIF


Abujamra_le_Pessoa.GIF

Abujamra_le_Pessoa.GIF | São Paulo | Jaime Scatena

via Ele lê, Pessoa. E você, o quê lê? « Multigraphias.

18/04/2012

Limiar_da_Visao.GIF


Limiar_da_Visao_GIF | Atibaia | JKScatena/2012

18/04/2012

Muybridge standing still


Muybridge Standing Still | Internet | Jaime Scatena

09/04/2012

#IncapacidadeVerbal.facebook (8 minutes ago)


#IncapacidadeVerbal

01/04/2012

Presa_Facil.GIF


Presa_Facil.GIF

Presa_Fácil.GIF, ©JKScatena

(DEVILS) (GHOSTS) ….. OTHER TALES TOO, ©Roberto Cambusano

via Sou presa fácil para demônios africanos? «.

Tags:
30/03/2012

Modern_Dances.GIF


Modern_Dances.GIF

Modern_Dances.GIF

via DANÇAR PALAVRAS (como se faz isso?) « Multigraphias.

29/03/2012

Sit_down_and_write_myself_a_letter.JPG


Sit_down_and_write_myself_a_letter.JPG

Sit_down_and_write_myself_a_letter.JPG

28/03/2012

Desça comigo. Volte.


Ramp | São Paulo | Jaime Scatena
Desça comigo. Volte.

via Desça comigo. Volte. « Multigraphias.

Tags:
23/03/2012

Walk to the pixel side


Walk to the pixel side

via how do they move as pixels? «.

23/03/2012

Sejamos contemporâneos


Sejamos_contemporâneos.GIF

É importante ser contemporâneo, pelo menos de si próprio. Paulo Bruscky

via Sejamos contemporâneos « Multigraphias.

GIF produzido com screenshots do curta metragem “As Aventuras De Paulo Bruscky”, de  Gabriel Mascaro

sEres ContemporâneOs, para Paulo Bruscky

sEres ContemporâneOs, para Paulo Bruscky

13/02/2012

Como os robôs veem o mundo


As robots begin to inhabit the world alongside us, how do they see and gather meaning from our streets, cities, media and from us? The robot-readable world is one of the themes that the studio has been preoccupied by recently

Timo Arnall

Já escrevi sobre o pessoal do Berg|London mais de uma vez aqui no Blog pois seguir o blog deles é ter surpresas constantes com o avanço da tecnologia, mas com uma abordagem extra na usabilidade e interação humana.

Este artigo do Timo, CEO deste laboratório de design de Londres, contém um vídeo que é pura beleza e poesia, que mostra a maneira ainda pré-histórica com a qual os robôs leem nosso mundo. A tipologia das imagens já nos é natural e, para alguns, a maneira de rastreamento visual que os leitores automáticos aplicam pode até parecer lógica.

 

 

O que me desconcertou um pouco é a constatação de que podemos estar realmente caminhando para um mundo futurista de convivência intensa com seres mecânicos, construídos por nós para fins diversos. #RiseOfTheMachine feelings.

De qualquer maneira, o vídeo acima é poético na mistura das imagens tecnológicas com uma trilha sonora instrumental. Como disse, pura arte!

For a long time I have been struck by just how beautiful the visual expressions of machine vision can be. In many research papers and  experiments (…) there are moments with extraordinary visual qualities, probably quite separate from and unintended by the original research. Something about the crackly, jittery but yet often organic, insect-like or human quality of a robot’s interpetation of the world. It often looks unstable and unsure, and occasionally mechanically certain and accurate.

via Robot Readable World. The film. – Blog – BERG.

%d blogueiros gostam disto: