As rugas de Havana, por Parlá & JR

Me envolvi até o pescoço com o projeto InsideOut que invadiu Nova York neste mês. Virei um voluntário colando os pôsteres no chão da Times Square e tirei várias fotos na cabine que eles instalaram na praça símbolo da cidade – uma delas foi parar no mural vertical que eles ocuparam e outro apareceu na capa do caderno de Artes do NYTimes do sábado. E ontem fui na abertura da exposição “Wrinkles of the City, Havana” do JR com o artista José Parlá, na galeria Bryce Wolkowitz, no Chelsea.

Parlá & JR - Wrinkles of the City, Havana (photo by DavidFisher)

Parlá & JR – Wrinkles of the City, Havana (photo by DavidFisher)

JR começou o projeto “Wrinkles of the City” (Rugas da Cidade) por Cartagena, na Espanha, mas já passou também por diversas cidades do mundo, como Shanghai (2010), Los Angeles (2012) e Berlin (2012/13). A idéia do projeto é entrevistar cidadãos “comuns”, idosos, destas cidades e criar murais monumentais com seus retratos, aqueles que são a assinatura de JR.

Desconhecido (JR & Parlá, Bryce Wolkowitz)

Desconhecido (JR & Parlá, Bryce Wolkowitz)

Nesta empreitada em Havana, Cuba, um trabalho comissionado para a 11th Bienal de Havana, JR contou com a ajuda do artista americano José Parlá, cuja arte margeia a abstração misturando pintura com graffitti e caligrafia. A dupla viajou para a capital cubana onde entrevistou os idosos locais e criou os painéis gigantescos com as fotos de JR permeadas pelos arabescos pintados de Parlá.

O trabalho todo foi registrado e virou um belo livro e um documentário que está sendo exibido na galeria  que mostra todo o processo das entrevistas, passando pelas fotos, pelos problemas encontrados, toda a montagem e criação dos murais e, uma coisa até emocionante, a reação dos retratados ao verem suas imagens em tamanho grande nas paredes (em ruínas, muitas vezes) da cidade.

Site Specific (JR & Parlá, Bryce Wolkowitz)

Site Specific (JR & Parlá, Bryce Wolkowitz)

As imagens estão expostas na galeria em fotografias impressas em papel metalizado, tamanho grande (70 7/8 x 106 1/4 polegadas – aproximadamente 1,8 x 2,70 m), estas tiradas pelo próprio JR, montadas em alumínio.

Além das fotos, uma instalação site specific foi feita na parede externa da galeria, mostrando uma senhora (esqueci de descobrir o nome dela) em uma pose super de realeza, como uma amiga minha bem definiu, rodeada pelos traços característicos do Parlá. Lá está ela, em fundo negro, toda pomposa, em plena 10th Av com a W 24th St, na parede da Bryce Wolkowitz no Chelsea.

E tem mais uma obra que é muito bonita, uma pintura em tela que eles fizeram diretamente na galeria – é uma peça única que deve estar sendo vendida por uma pequena fortuna…
Neste site aqui dá pra ver o processo de realização desta obra.

A pintura/fotografia do casal Rafael e Obdulia é linda e mostra bem o porquê do projeto se chamar Rugas da Cidade. Não só as rugas, as marcas da idade, dos retratados ficam super nítidas na impressão da fotografia em tamanho grande, mas também as rugas do pôsteres, que restam de quando são colados sobre a tela viram marcas únicas, como uma impressão digital. Naqueles colados nas paredes das diversas cidades, as rugas são aquelas das superfícies que recebem os pôsteres, às vezes paredes de tijolos, às vezes ruínas de demolições, ou até portas metálicas de garagem.

Rafal y Obdulia (JR & Parlá, Bryce Wolkowitz)

Rafal y Obdulia (pintura sobre tela, JR & Parlá, Bryce Wolkowitz)

Nesta incursão em Havana, uma cidade desprovida de grandes outdoors ou anúncios publicitários, os enormes, porém íntimos, retratos de JR & Parlá ganham uma dimensão ainda maior, em um impressionante contraste entre o simples e humano e a repetição de ícones políticos.

Outra coisa que me chamou muita atenção foi o fato das imagens receberem como título o nome dos retratados. Com isso cria-se uma pretensa intimidade entre o observador e os retratados, que deixam de ser apenas retratos/imagens, ganhando uma força humana ainda maior.

O slideshow abaixo foi feito com fotos do site da galeria:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Este é um trabalho com tantas camadas de significado – o retrato humano; a cidade, com suas rugas, recebendo uma nova pele; a estranha intimidade criada por imagens expostas em tamanho colossal; as rugas das pessoas; o retrato que vira pôster que é depois fotografado; os depoimentos registrados em vídeo; a interação da população com as imagens… – que vou ter que voltar lá para apreciar com mais atenção.

Até porquê a recepção de abertura estava muito movimentada:

JR & Parla, Bryce Wolkowitz (Panorama)

JR (de azul e chapéu, à esquerda) & Parla, Bryce Wolkowitz (Panorama)

Serviço:
JR / José Parlá
The Wrinkles of the City, Havana Cuba
De 7 de Maio a 12 de Julho de 2013
Bryce Wolkowitz Gallery, 505 W 24th St, New York

Links interessantes:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: