Posts tagged ‘Incubadora’

06/02/2014

InsideOutAtibaia: A Samba driven occupation!


This past Sunday was a very important day in Atibaia.  It was an artistic and social occupation of Caetetuba, one of the poorest neighborhoods in this city if 125,000. Just beside the waste recycling facility, by the former landfill area, a derelict shed that had been overridden by homeless and drug users started to become the “Estação do Samba” (Samba Station), a project promoted by the School of Samba “Imperial de Caetetuba”. And this transformation started by wall papering the façade.

InsideAtibaia-Brazil-Jaime_Scatena-005

InsideOutAtibaia: Botando a cara na Imperial

Many residents and visitors of Atibaia, a mountainside town in the outskirts of São Paulo metropolis, are unaware of the huge part of the city that is situated across the Fernão Dias highway. Among others, Caetetuba and Jardim Imperial, are very populous and poor neighborhoods, not only in terms of infrastructure but also because of the lack of cultural activities and opportunities. The surroundings of the “Estação do Samba” have only recently received drainage and paving.

Atibaia-Brazil-Jaime_Scatena-001

A colagem dos pôsteres foi dia 02/02

The project, a partnership of a local artist and the School of Samba Imperial de Atibaia, is part of the OcupaAtibaia initiative, promoted by the Incubadora de Artistas organization.

Jaime Scatena is an artist and photographer (and engineer and journalist …) who spent 2013 travelling through the United States, and brought back something special in his luggage: InsideOut (a global participatory art project). And literally ‘in his luggage’ since several of the posters he brought back from the US have already been pasted on the walls of his house in the Vila Gardenia neighborhood. “I had friends who sent me messages saying ‘now I know where you live!’. To which I promptly replied: ‘is it that obvious?”, Jaime tells, referring to his ‘Selfie InsideOut installation’.

Mr. Scatena says that through the InsideOut Project website – www.insideout.net, anyone, from anywhere, can use their faces to stand for what they believe. “The InsideOut team receives the digital files in their studio in NY, prepares and prints the
posters to be sent to all corners of the globe”.

InsideOut: A global art project transforming messages of personal identity into works of art.

Atibaia-Brazil-Jaime_Scatena-002

42 pôsteres colados em pouco mais de 3 horas

With the statement “Botando a cara na Imperial de Atibaia” the ‘InsideOutAtibaia: Reciclagem’ project pasted photos of 42 participants of the School of Samba  and local community on the walls of this shed recently granted to the School of Samba to become a cultural center.

The place will be named “Estação do Samba” and will provide for the establishment of crafts & arts courses, and workshops to prepare for the annual carnival parade. “This is our dream since we started working with samba in Atibaia, more than 5 years ago: to have a place where we could work with the community throughout the year”,  says Jamil Scatena, composer, singer, samba and a founder of the school, along with his wife, carnival producer Mariá Scatena.

The shed was built along with the installation of the Recycling Facility Plant to be a ‘Rubble/construction market’, but the idea flopped. A non-governmental organization tried to run its programs on site but failed. Recently the place was abandoned and had already been plundered and invaded by homeless and drug users.

“The local community kept asking us to take over the place and convert it into something that could be used by the locals. Not only would be be able to make this into a cultural center it would also clean up the neighborhood. Once everything was formalized with the local municipality, one of the first things we did was to inaugurate the place with this artistic action. We also have music programs established and other cultural events.” Jaimil says. And adds “We are very happy and have always supported Jaime’s idea to change the face of the place using the faces of the community.”

This project seeks personal empowerment of the participants, in an action to rescue their personal identities by taking and printing their portraits in large size format. And strengthening community ties by the collaborative work during the posters’ pasting and the mural’s creation.

Photographs were taken in a studio set up in the streets, just in front of a neighborhood bar. During two afternoons 42 people showed up to take their portraits, including children, babies, grannies, samba dancers, and the samba band leader. The files were then processed and sent to NY. “Having worked with them, I sent everything all prepared, the way they require and two days later the posters were posted.” The pictures were so nice that the project put one of the pictures as their profile picture on Facebook.

InsideOutAtibaia, Inside InsideOut

InsideOutAtibaia, Inside InsideOut

“I have to admit I do not get involved in the Carnival half as much as my parents do. They give their sweat, their blood and their voice to Imperial, so I decided to help them with art and photography. I’m sure the project will make a positive impact in the community and I am very happy and proud to be part of it all, “adds Jaime. “My dream is to bring to Brazil the InsideOut truck I travelled with last year, Odette. It would be fantastic to be driving around the country with a cool photo booth like that…”.

Our project’s goal is to promote their Personal Identities through their portraits as well as Reinforce their Community bonds, since only with
everyone’s help they can bring their samba school in to the Carnival Parade.”

Anúncios
04/02/2014

InsideOutAtibaia: Ocupando o galpão para o Samba!


Este último domingo foi um importante dia de ocupação artística e social em Caetetuba, um dos bairros mais carentes de Atibaia. Ao lado da usina de triagem de lixo para reciclagem, na área do antigo lixão, um galpão ocupado por sem tetos e usuários de drogas começa a se transformar na Estação do Samba, em um projeto da Escola de Samba Imperial de Caetetuba. E esta transformação começou pela cara do lugar.

InsideAtibaia-Brazil-Jaime_Scatena-005

InsideOutAtibaia: Botando a cara na Imperial

Muitos moradores e visitantes de Atibaia desconhecem a enorme parte da cidade que fica além da Rodovia Fernão Dias. Dentre outros, Caetetuba e Jardim Imperial, são bairros muito populosos e carentes, não só em termos de infra-estrutura mas, principalmente, de ações e atividades culturais e de valorização das pessoas.

Atibaia-Brazil-Jaime_Scatena-001

A colagem dos pôsteres foi dia 02/02

O projeto, uma parceria de um artista da cidade com a Escola de Samba Imperial de Atibaia, é parte do Ocupa Atibaia, promovido pela Incubadora de Artistas.

Jaime Scatena é um artista e fotógrafo (e engenheiro e jornalista…), que passou o ano de 2013 rodando pelos Estados Unidos, e trouxe na bagagem o InsideOut, um projeto global e participativo de arte. E foi na bagagem, mesmo, pois vários pôsteres já apareceram colados nos muros de sua casa, na Vila Gardênia. “Tive amigos que mandaram mensagens dizendo ‘agora sei onde você mora!’. Ao que respondi perguntando: ‘tá tão na cara assim?”, conta Jaime.

Jaime conta que através do site do projeto InsideOut – www.insideout.net qualquer pessoa, de qualquer lugar, pode usar sua cara, seu rosto, para defender aquilo em que acredita. “O pessoal  do InsideOut recebe os arquivos no estúdio deles em NY, prepara, imprime e manda pra todos os cantos do globo”.

InsideOut: A global art project transforming messages of personal identity into works of art.

Atibaia-Brazil-Jaime_Scatena-002

42 pôsteres colados em pouco mais de 3 horas

Com a mensagem “Botando a cara na Imperial de Atibaia” o InsideOutAtibaia: Reciclagem colou as fotos de 42 participantes da comunidade da Escola de Samba Imperial de Atibaia e da comunidade local nas paredes do galpão, recentemente cedido pela Prefeitura Municipal para uso da Escola.

O centro cultural vai se chamar “Estação do Samba” e prevê a criação de cursos de artesanato e trabalhos manuais voltados para a preparação do desfile de carnaval. “Este é nosso sonho desde que começamos a trabalhar com o Samba em Atibaia, há mais de 5 anos: ter uma sede onde pudéssemos trabalhar com a comunidade durante o ano todo”, diz Jamil Scatena, puxador oficial, sambista e um dos fundadores da Escola, juntamente com sua esposa, a carnavalesca Mariá Scatena.

O galpão foi construído juntamente com a instalação da Usina de Reciclagem para ser um ‘Brechó de Entulho’, mas a idéia não colou. Uma organização não governamental tentou se instalar no local mas também não deu certo. Recentemente o lugar estava abandonado e já havia sido depredado e invadido por sem tetos e usuários de drogas.

“Enquanto negociávamos a cessão do local com a Prefeitura a comunidade local nos perguntava porque é que os ‘nóia’ podiam invadir o local e nós não, se iríamos converter aquilo em algo em prol da comunidade. Mas, assim que foi tudo formalizado, já programamos esta ação para marcar a retomada da vida e da música neste local”, conta Jamil. E completa “Ficamos muito felizes e sempre apoiamos a idéia do Jaime de mudar a cara do local usando exatamente os rostos da comunidade”.

O projeto busca a  valorização pessoal dos participantes da escola, em uma ação de resgate de suas identidades através da realização e impressão de seus retratos em tamanho grande. E o reforço dos laços comunitários pelo trabalho colaborativo durante a colagem dos posterês e criação do mural.

As fotos foram tiradas em um estúdio de rua montado na frente de um bar do bairro. Em duas tardes 42 pessoas apareceram para tirar seus retratos, incluindo crianças, bebês, porta bandeira, e mestre de bateria. Os arquivos foram então processados e mandados para NY. “Como trabalhei com eles, já mandei tudo prontinho, do jeito que eles pedem e em dois dias os pôsteres já estavam no correio”. As fotos ficaram tão boas que o projeto colocou como foto do seu perfil no Facebook o rosto de uma das fotografadas.

InsideOutAtibaia, Inside InsideOut

InsideOutAtibaia, Inside InsideOut

“Tenho que admitir que não me envolvo no Carnaval o mesmo tanto que meus pais. Eles dão o suor, o sangue e a voz pela Imperial, então resolvi ajudar com arte e fotografia. Tenho certeza que o impacto será muito positivo na comunidade e fico muito feliz por poder fazer parte disso tudo”, completa Jaime. “Gostaria mesmo é de trazer o caminhão do InsideOut que dirigi no ano passado, a Odette, ao Brasil. Seria fantástico poder sair rodando por aqui com uma cabine fotográfica bacana como essa…”.

Nosso projeto visa a Valorização Pessoal dos participantes e o Reforço dos Laços Comunitários, já que somente com o esforço de todos é que a Escola vai para a rua desfilar.

%d blogueiros gostam disto: