Archive for ‘Brasil’

06/02/2014

InsideOutAtibaia: A Samba driven occupation!


This past Sunday was a very important day in Atibaia.  It was an artistic and social occupation of Caetetuba, one of the poorest neighborhoods in this city if 125,000. Just beside the waste recycling facility, by the former landfill area, a derelict shed that had been overridden by homeless and drug users started to become the “Estação do Samba” (Samba Station), a project promoted by the School of Samba “Imperial de Caetetuba”. And this transformation started by wall papering the façade.

InsideAtibaia-Brazil-Jaime_Scatena-005

InsideOutAtibaia: Botando a cara na Imperial

Many residents and visitors of Atibaia, a mountainside town in the outskirts of São Paulo metropolis, are unaware of the huge part of the city that is situated across the Fernão Dias highway. Among others, Caetetuba and Jardim Imperial, are very populous and poor neighborhoods, not only in terms of infrastructure but also because of the lack of cultural activities and opportunities. The surroundings of the “Estação do Samba” have only recently received drainage and paving.

Atibaia-Brazil-Jaime_Scatena-001

A colagem dos pôsteres foi dia 02/02

The project, a partnership of a local artist and the School of Samba Imperial de Atibaia, is part of the OcupaAtibaia initiative, promoted by the Incubadora de Artistas organization.

Jaime Scatena is an artist and photographer (and engineer and journalist …) who spent 2013 travelling through the United States, and brought back something special in his luggage: InsideOut (a global participatory art project). And literally ‘in his luggage’ since several of the posters he brought back from the US have already been pasted on the walls of his house in the Vila Gardenia neighborhood. “I had friends who sent me messages saying ‘now I know where you live!’. To which I promptly replied: ‘is it that obvious?”, Jaime tells, referring to his ‘Selfie InsideOut installation’.

Mr. Scatena says that through the InsideOut Project website – www.insideout.net, anyone, from anywhere, can use their faces to stand for what they believe. “The InsideOut team receives the digital files in their studio in NY, prepares and prints the
posters to be sent to all corners of the globe”.

InsideOut: A global art project transforming messages of personal identity into works of art.

Atibaia-Brazil-Jaime_Scatena-002

42 pôsteres colados em pouco mais de 3 horas

With the statement “Botando a cara na Imperial de Atibaia” the ‘InsideOutAtibaia: Reciclagem’ project pasted photos of 42 participants of the School of Samba  and local community on the walls of this shed recently granted to the School of Samba to become a cultural center.

The place will be named “Estação do Samba” and will provide for the establishment of crafts & arts courses, and workshops to prepare for the annual carnival parade. “This is our dream since we started working with samba in Atibaia, more than 5 years ago: to have a place where we could work with the community throughout the year”,  says Jamil Scatena, composer, singer, samba and a founder of the school, along with his wife, carnival producer Mariá Scatena.

The shed was built along with the installation of the Recycling Facility Plant to be a ‘Rubble/construction market’, but the idea flopped. A non-governmental organization tried to run its programs on site but failed. Recently the place was abandoned and had already been plundered and invaded by homeless and drug users.

“The local community kept asking us to take over the place and convert it into something that could be used by the locals. Not only would be be able to make this into a cultural center it would also clean up the neighborhood. Once everything was formalized with the local municipality, one of the first things we did was to inaugurate the place with this artistic action. We also have music programs established and other cultural events.” Jaimil says. And adds “We are very happy and have always supported Jaime’s idea to change the face of the place using the faces of the community.”

This project seeks personal empowerment of the participants, in an action to rescue their personal identities by taking and printing their portraits in large size format. And strengthening community ties by the collaborative work during the posters’ pasting and the mural’s creation.

Photographs were taken in a studio set up in the streets, just in front of a neighborhood bar. During two afternoons 42 people showed up to take their portraits, including children, babies, grannies, samba dancers, and the samba band leader. The files were then processed and sent to NY. “Having worked with them, I sent everything all prepared, the way they require and two days later the posters were posted.” The pictures were so nice that the project put one of the pictures as their profile picture on Facebook.

InsideOutAtibaia, Inside InsideOut

InsideOutAtibaia, Inside InsideOut

“I have to admit I do not get involved in the Carnival half as much as my parents do. They give their sweat, their blood and their voice to Imperial, so I decided to help them with art and photography. I’m sure the project will make a positive impact in the community and I am very happy and proud to be part of it all, “adds Jaime. “My dream is to bring to Brazil the InsideOut truck I travelled with last year, Odette. It would be fantastic to be driving around the country with a cool photo booth like that…”.

Our project’s goal is to promote their Personal Identities through their portraits as well as Reinforce their Community bonds, since only with
everyone’s help they can bring their samba school in to the Carnival Parade.”

04/02/2014

InsideOutAtibaia: Ocupando o galpão para o Samba!


Este último domingo foi um importante dia de ocupação artística e social em Caetetuba, um dos bairros mais carentes de Atibaia. Ao lado da usina de triagem de lixo para reciclagem, na área do antigo lixão, um galpão ocupado por sem tetos e usuários de drogas começa a se transformar na Estação do Samba, em um projeto da Escola de Samba Imperial de Caetetuba. E esta transformação começou pela cara do lugar.

InsideAtibaia-Brazil-Jaime_Scatena-005

InsideOutAtibaia: Botando a cara na Imperial

Muitos moradores e visitantes de Atibaia desconhecem a enorme parte da cidade que fica além da Rodovia Fernão Dias. Dentre outros, Caetetuba e Jardim Imperial, são bairros muito populosos e carentes, não só em termos de infra-estrutura mas, principalmente, de ações e atividades culturais e de valorização das pessoas.

Atibaia-Brazil-Jaime_Scatena-001

A colagem dos pôsteres foi dia 02/02

O projeto, uma parceria de um artista da cidade com a Escola de Samba Imperial de Atibaia, é parte do Ocupa Atibaia, promovido pela Incubadora de Artistas.

Jaime Scatena é um artista e fotógrafo (e engenheiro e jornalista…), que passou o ano de 2013 rodando pelos Estados Unidos, e trouxe na bagagem o InsideOut, um projeto global e participativo de arte. E foi na bagagem, mesmo, pois vários pôsteres já apareceram colados nos muros de sua casa, na Vila Gardênia. “Tive amigos que mandaram mensagens dizendo ‘agora sei onde você mora!’. Ao que respondi perguntando: ‘tá tão na cara assim?”, conta Jaime.

Jaime conta que através do site do projeto InsideOut – www.insideout.net qualquer pessoa, de qualquer lugar, pode usar sua cara, seu rosto, para defender aquilo em que acredita. “O pessoal  do InsideOut recebe os arquivos no estúdio deles em NY, prepara, imprime e manda pra todos os cantos do globo”.

InsideOut: A global art project transforming messages of personal identity into works of art.

Atibaia-Brazil-Jaime_Scatena-002

42 pôsteres colados em pouco mais de 3 horas

Com a mensagem “Botando a cara na Imperial de Atibaia” o InsideOutAtibaia: Reciclagem colou as fotos de 42 participantes da comunidade da Escola de Samba Imperial de Atibaia e da comunidade local nas paredes do galpão, recentemente cedido pela Prefeitura Municipal para uso da Escola.

O centro cultural vai se chamar “Estação do Samba” e prevê a criação de cursos de artesanato e trabalhos manuais voltados para a preparação do desfile de carnaval. “Este é nosso sonho desde que começamos a trabalhar com o Samba em Atibaia, há mais de 5 anos: ter uma sede onde pudéssemos trabalhar com a comunidade durante o ano todo”, diz Jamil Scatena, puxador oficial, sambista e um dos fundadores da Escola, juntamente com sua esposa, a carnavalesca Mariá Scatena.

O galpão foi construído juntamente com a instalação da Usina de Reciclagem para ser um ‘Brechó de Entulho’, mas a idéia não colou. Uma organização não governamental tentou se instalar no local mas também não deu certo. Recentemente o lugar estava abandonado e já havia sido depredado e invadido por sem tetos e usuários de drogas.

“Enquanto negociávamos a cessão do local com a Prefeitura a comunidade local nos perguntava porque é que os ‘nóia’ podiam invadir o local e nós não, se iríamos converter aquilo em algo em prol da comunidade. Mas, assim que foi tudo formalizado, já programamos esta ação para marcar a retomada da vida e da música neste local”, conta Jamil. E completa “Ficamos muito felizes e sempre apoiamos a idéia do Jaime de mudar a cara do local usando exatamente os rostos da comunidade”.

O projeto busca a  valorização pessoal dos participantes da escola, em uma ação de resgate de suas identidades através da realização e impressão de seus retratos em tamanho grande. E o reforço dos laços comunitários pelo trabalho colaborativo durante a colagem dos posterês e criação do mural.

As fotos foram tiradas em um estúdio de rua montado na frente de um bar do bairro. Em duas tardes 42 pessoas apareceram para tirar seus retratos, incluindo crianças, bebês, porta bandeira, e mestre de bateria. Os arquivos foram então processados e mandados para NY. “Como trabalhei com eles, já mandei tudo prontinho, do jeito que eles pedem e em dois dias os pôsteres já estavam no correio”. As fotos ficaram tão boas que o projeto colocou como foto do seu perfil no Facebook o rosto de uma das fotografadas.

InsideOutAtibaia, Inside InsideOut

InsideOutAtibaia, Inside InsideOut

“Tenho que admitir que não me envolvo no Carnaval o mesmo tanto que meus pais. Eles dão o suor, o sangue e a voz pela Imperial, então resolvi ajudar com arte e fotografia. Tenho certeza que o impacto será muito positivo na comunidade e fico muito feliz por poder fazer parte disso tudo”, completa Jaime. “Gostaria mesmo é de trazer o caminhão do InsideOut que dirigi no ano passado, a Odette, ao Brasil. Seria fantástico poder sair rodando por aqui com uma cabine fotográfica bacana como essa…”.

Nosso projeto visa a Valorização Pessoal dos participantes e o Reforço dos Laços Comunitários, já que somente com o esforço de todos é que a Escola vai para a rua desfilar.

14/06/2013

Sobre a Primavera Brasilis


Reproduzo aqui um desabafo pessoal e muito claro dos acontecimentos em São Paulo destes últimos dias, especialmente de ontem.
O autor, alguém de quem me orgulho e por quem tenho extremo respeito, preferiu não ser nomeado… pelo menos por enquanto.
As imagens são todas da Internet – clique nelas para ver a origem.

São Paulo, nesses dias, está um caos.

São 2h20 da madrugada desta sexta, 14 de junho. Acabo de chegar em casa. Ver minha esposa e meu filho é sempre uma alegria.

São Paulo, nesses dias, está um caos. Fiquei até agora há pouco, acompanhando o vereador com quem trabalho, em uma espécie de “vigília democrática”. Acompanhamos, de tarde, pela TV e pelas janelas da Câmara dos Vereadores, a evolução malfadada, das manifestações contra o aumento da tarifa do ônibus (transporte público) de São Paulo… Ao percebermos os descaminhos do processo e a reação descabida da polícia, fomos ao 78º distrito de polícia para ver se conseguíamos ajudar a reduzir os danos e garantir o mínimo de tratamento justo e cidadão dos manifestantes. Nossa ida ocorreu, pois algumas lideranças pediram ajuda. Sabemos, infelizmente, que nessas horas, nesse país, ter uma autoridade por perto, pode coibir abusos.

São Paulo, 13 de Junho de 2013

São Paulo, 13 de Junho de 2013

read more »

19/12/2012

Farol.GIF (R. da Consolação, 1469)


Farol | São Paulo | Jaime Scatena

23/07/2012

Festival de Arte Serrinha 2012


Aqui estão algumas fotos que fiz durante a semana passada na oficina “Luz marginal procura corpo vago”, com o Gal Oppido, lá na Fazenda Serrinha.

Durante estes dias cresci muito como pessoa e fotógrafo, fiz novos amigos e fotos maravilhosas, que vou publicar aos poucos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

20/06/2012

Luz.GIF


Luz: Train & Clock

24/05/2012

Se não quando, hoje?


Hoje | São Paulo | Jaime Scatena

via Se não quando, hoje?.

21/03/2012

If I decide (for A. Wakahara)


If I decide (for A.Wakahara)

27/01/2012

Mostra São Paulo de Fotografia: O Dia 25


Pessoal, aqui no blog da Mostra SP de Fotografia o Fernando Costa, organizador deste fantástico evento, narra como foi o dia da abertura. Mostra até uma imagem da minha exposição lá no Che Barbaro, que ficou, desculpe o clichê, bárbara!

Tenho que agradecer publicamente ao Fernando pela incrível oportunidade de expor meu trabalho “ao lado” de feras como o Walter Firmo e o Otto Stupakoff só pra citar dois dos papas da fotografia que fazem parte desta Mostra. Até porque, se eu for citar todos os participantes, a lista vai ficar enorme.

Mas vou fazer algo diferente… estou preparando um trabalhinho surpresa sobre a mostra… aguardem!

Jaime Scatena no Che Bárbaro

Jaime Scatena no Che Bárbaro

read more »

16/01/2012

3ª Mostra São Paulo de Fotografia em números


Uma mostra fotográfica com mais de 1.200 fotos em 30 exposições de mais de 170 fotógrafos convidados!

E eu sou um deles, legal, né? Minhas fotos do Jockey Club de São Paulo estarão expostas no restaurante Che Barbaro, lá na rua Harmonia.

Os números da 3ª Mostra São Paulo de Fotografia:

  • 30 exposições
  • 6 curadores
  • 179 fotógrafos convidados
  • 38 pontos expositivos
  • 8 ruas do bairro
  • 1.225 ampliações fotográficas

via Olhavê.

São Paulo: Chair Men (Jockey Club)

São Paulo: Chair Men (Jockey Club)

É só dar uma olhada nos números para perceber que a Mostra São Paulo de Fotografia (MSPF) está se tornando um evento importante no já agitado calendário cultural Paulistano. É fato que não há nenhuma mostra formal e recorrente de fotografia na cidade… ou não havia, já que esta é a terceira edição da MSPF, que busca registrar fotograficamente a evolução contemporânea da cidade.

Durante a mostra irão acontecer um concurso fotográfico via Instagram, com uma viagem pra Nova York como prêmio, visitas guiadas e conversas com os fotógrafos e curadores. O evento também será usado para arrecadar assinaturas para o movimento que busca o tombamento do bairro da Vila Madalena para protegê-lo da invasão dos prédios que vem dizimando as características casas da região.

Serviço

Data: 25/01 (aniversário de Sampa) a 19/02/12

Local: 38 diferentes pontos (restaurantes, bares, galerias etc.) do boêmio bairro paulistano da Vila Madalena.

3ª Mostra SP de Fotografia

3ª Mostra SP de Fotografia/2012

Eu fiz estas fotos durante o Grande Prêmio São Paulo de 2011, no evento  “Expedição Rio Pinheiros“. A série completa de fotos pode ser vista no meu Flickr.

Se quiser ver, em primeira mão, uma exposição virtual de fotos do Jockey, clique aqui. Este Prezi demora um pouco para carregar, mas depois dá pra ver em tela cheia, como slide show ou navegando com o teclado/mouse.

07/02/2011

São Paulo Retratos: a personalidade única dos Paulistanos


O projeto São Paulo Retratos, trazido ao Brasil pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, pelo MIS – Museu da Imagem e do Som e pela WPO – World Photography Organization, tem como objetivo em produzir grandes retratos que irão expressar a personalidade única dos habitantes da cidade, em uma mostra específica que será aberta no dia 20 de Março, no MIS.

São Paulo Retratos 2011: Douglas Galluchi

Depois de uma palestra com o fotógrafo inglês David Graham, que apresentou uma série de dicas de como fazer um bom retrato, cerca de 100 fotógrafos – de todos os níveis e de várias cidades do país – rodaram a cidade neste final de semana para retratar o Cidadão Paulistano, os moradores da maior cidade brasileira, esta cidade multicultural, multirracial, múltipla em tantas dimensões. A tarefa era trazer de volta 20 imagens, quantia que seria reduzida a 10 e finalmente a somente 2 por participante, estas duas fotos farão parte da exposição e concorrendo a um prêmio patrocinado pela Sony.

Desde a inscrição no workshop eu já planejava registrar os profissionais que trabalham no Mercado Municipal de São Paulo e foi o que fiz, adicionando posteriormente trabalhadores de uma feira livre, aqui em Santa Cecília, zona central.

São Paulo Retratos 2011: Eronides BomfimRetrato é meu ponto mais fraco como fotógrafo, principalmente pela dificuldade de abordar desconhecidos na rua e pedir-lhes para fazer um retrato. Me surpreendi posteriormente com o quão fácil foi cumprir esta tarefa. Consegui fazer 28 fotos, todas devidamente autorizadas, além de ter recebido muitos outros “nãos” no processo… o que não doeu nada.

Por outro lado, percebi que esta minha apreensão atrapalhou na minha direção dos retratados. Tive dificuldades em fazer retratos mais “criativos”, e acabei com uma série com poses muito parecidas.

Ainda assim, como registro deste público – trabalhadores de feiras e mercados – considero que o conjunto seja muito bonito e interessante pela própria simplicidade.

Não foi muito fácil selecionar as 10 e muito menos nas últimas duas (estas em destaque aqui no texto), mas estas me agradam por mostrarem um pouco da personalidade do retratado.

As minhas 10 fotos selecionadas estão no meu foto site, ©JKS Photography >> São Paulo Portraits.

Você que participou do workshop e queira divulgar suas fotos, deixe um comentário aqui abaixo com o link do seu álbum.

21/01/2010

Vejo vacas por todos os lados


Elas estarão por todos os lados dentro de alguns dias. Nas ruas e avenidas, nos shoppings e rodoviárias, em praças e museus da cidade e até em estações de metrô. As simpáticas vacas da Cow Parade 2010 se reuniram ontem (20/jan/2010) no MuBE no evento de abertura da segunda edição deste desfile de arte que volta a São Paulo após quatro anos.

CowParade SP2010 - 16

Vacas! Vacas! Vacas!

A CowParade surgiu como uma manifestação humorística em 1998, criação de um artista suíço e desde então já rodou mais de 50 cidades ao redor do planeta, inclusive no Brasil, que recebeu esta grande exposição de arte ao ar livre em São Paulo (2005, a primeira cidade da América do Sul), Curitiba e Belo Horizonte (2006) e Rio de Janeiro (2007).

É uma exposição muito democrática pois as peças de arte – cerca de 90 vacas de fibra de vidro customizadas por artistas brasileiros – são espalhadas pela cidade, muitas vezes ao ar livre, em pontos de grande circulação de pessoas, onde paulistanos e visitantes de todas as idades poderão apreciar, se divertir e até interagir com elas. Neste ano temas como sustentabilidade, vida urbana e figuras pop inspiraram os artistas que nomearam suas obras com nomes divertidos como Cowgestionamento (que aborda o calvário do transporte paulistano), Vaca da Garoa (em homenagem à São Paulo de antigamente), Cowleta Seletiva, MiCow Jackson e a Vaca Interativa (que mostra, em tempo real, mensagens enviadas por SMS ou através do Twitter – colocando a hashtag #vacatorpedo em seu tweet).

A exposição é parte das comemorações do aniversário de 456 anos de São Paulo e o projeto também tem seu lado solidário, já que, ao final as vacas serão leiloadas com os recursos sendo revertido para as entidades beneficentes Gol de Letra e a ONG Florecer.

Mais informações e o mapa com a localização de todas as vacas em www.cowparade.com.br/sp

19/01/2010

Olhar Urbano, no MuBE


Abriu ontem (18/jan/2010), no MuBE – Museu Brasileiro de Escultura (www.mube.art.br) a exposição “Olhar Ubano”, com fotografias de edifícios residenciais e comerciais de diversas cidades do país.

Olhar Urbano no MuBE de São Paulo

A exposição conta com fotos dos profissionais Bob Wolfenson, Cássio Vasconcellos, Fabio Correa, Marcos Prado, Renata Castello Branco e Ucha Aratangy, que apresentam imagens de empreendimentos imobiliários da cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Goiania.

O texto de abertura da exposição afirma que “em meio à pulsão das cidades os fotogáfos buscam a beleza e o diferencial no espaço e no tempo, seja a partir de um ângulo ou de um momento ideal. É uma incessante busca por uma visão que vai além dela mesma e da própria realidade. A fotografia não é assim um mero registro documental, que rouba um pedaço e atesta um acontecimento, mas uma imagem reveladora de sentidos e relações”.

Aqui tem mais sobre os fotógrafos e também algumas fotos da exposição:

http://brookfieldincorporacoes.blogspot.com/2010/01/os-fotografos-do-olhar-urbano.html

08/09/2004

Hotel Journal


Rio Othon Palace

Um mega hotel, em plena Copacabana. O que poderia ser melhor?

Seria melhor se fosse menor. Sim, esse é um grande problema!

Também, com quase 600 quartos!

O café da manhã, apesar de bastante variado, é mega. Muita gente, muito barulho…

A piscina, ainda bem, não é muito frequentada e pôde oferecer uma certa calma. A vista compensa tudo!

Os quartos: merecem um comentário à parte.

Parecem saídos de um filme, daqueles antigos… Na verdade, parece casa de praia. Uns tijolos marrons, envernizados, forram toda a parede. Uma porta de correr, de madeirinhas, faz às vezes de cortina.

Banheiro com banheira… e uma banqueta, daquelas em que a madame sentava pra se maquiar, manja?

Muito confortável, admito… e a decoração, mais que superada, também não tem tanto impacto assim…

Difícil mesmo é relaxar (viajei para isso!) com tanta gente circulando no lobby, no restaurante…

Sim, é um bom hotel. Mas não é de luxo… não mesmo!

27/08/2004

Voltando àquela nova proposta


Desta vez o Hotel Serrano, de Gramado.

O quarto, “sótão” uma delícia. Sala + quarto, meio que conjugados, muito bem decorado, com aquele estilo chalé, pois o teto é inclinado… é Sótão, né?

Quartos com nomes de flores: hortênsia, rosa…

O banheiro, para dois: duas pias, duas duchas no mesmo box. Banheira para dois.

Da banheira vê-se a televisão do quarto (não a grande, da sala!), através de uma janela interna… pode ser fechada com uma bonita persiana de madeira.

As amenidades: uma delícia! Em quantidade generosa, em cada frasco… mas em quantidade regulada pela camareira, Beatriz. Shampoo, condicionador, gel de banho… até aí normal… Sais de banho! Faltou o hidratante!

Restaurante italiano: Spazio Serrano, uma delícia! Um bom atendimento, na medida… algumas falhas, não tão graves assim! Um bom vinho uma boa comida, um ambiente agradável! Ficou faltando o sorvete que “não” acompanhava a torta quente de maçã. Meu creme de papaia estava ótimo!

Café da manhã no restaurante Garda: um farto bufê, frutas, cereais, pães e frios, doces… panquecas, ovos… completo! Num ambiente muito bem decorado.

Bar La Maggiore: vira uma grande balada nas noites de sábado, em especial na época do Festival de Cinema da cidade… Um ótimo ambiente, onde é servido o almoço também. Bem ao lado da sala da lareira.

Além disso: piscinas, uma delas aquecida, sala de ginástica, “kids club”, home theater (uma boa TV, com ótimo som!)…

Um bom hotel de luxo, muito bem localizado! Numa excelente e aprazível cidade! VALE A PENA!

Tags: ,
%d blogueiros gostam disto: